sábado, 4 de outubro de 2008

O carro de sonho



Após longo tempo de espera, pude comprar o carro de sonho. Um buggy vermelho, escolhido pelas crianças, para melhor contemplarem a natureza e respirarem o ar puro durante as viagens. Pensámos, a um domingo, experimentá-lo e mostrá-lo aos avós que os pequenos já não viam há tempo.
De manhãzinha, partimos por entre vales e montes, e toda a natureza parecia sorrir à nossa passagem, até que de repente o carro parou.
Reparei, surpreendido, que fumarolas brancas saiam da parte dianteira, por um tubo que se havia rompido, vertendo toda a água. Pensava eu que o motor era idêntico ao do “dois cavalos”, que eu dera à troca… mas este tem um radiador.
Peguei no telelé para ligar ao avô, mas naquele lugar não havia rede. Tive que fazer uma caminhada, até que, dificilmente, pude fazer uma ligação. Estávamos a uma dezena de quilómetros de distância e esperámos pouco pelo avô que, com o seu jipão, rebocou o buggy até à sua quintarola.
Foi uma alegria para os mais novos, ao entrarem na quinta, quando se depararam com toda aquela bicharada à solta, em plena liberdade, sem se ausentarem para longe dos seus tratadores. Ficámos radiantes ao ver o grande e saboroso bolo de nozes e chocolate que a avó tinha acabado de fazer.
Passámos um dia diferente, afastados daquele emaranhado de betão e ar poluído da cidade.
Ao fim da tarde regressámos a casa, depois de ter resolvido a avaria com um pedaço de tubo que o avô usa para a rega.

18 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

uma chatice transformou-se num belo momento, muito bem.

Tiago R Cardoso disse...

e claro, tá giro o quadro.

Mara disse...

Que bem contado este episódio familiar. Os avós são realmente o máximo resolvem "quase tudo"...e o bolinho de chocolate com nozes até deu para sentir o cheiro. Adorei.
Bjs

daniel disse...

Jo Ra Tone

Histórias de homens que se deparam com situações menos agradáveis. Porém tudo isso é vida que sem mas, bem vistas as coisas, nem teria piada. O que é nessário e ter sempre o plano B, para as emergências.
Abraço,
Daniel

gotadevidro disse...

hummmmmmm
Achei piada....

Em tempos idos um buggy era famoso
Descreveste bem a cena. Pude vislumbrar

Há coisas que nos trazem recordações...Esta realmente trouxe

beijo

Carla disse...

que saudades de tempos como esses
beijos e boa semana

Sophiamar disse...

Um passeio atribulado mas que ficará retido nas mentes infantis. O jipão do vovô salvou tudo. São assim os avós. O que é que eles não resolvem?

Beijinhos

Mia disse...

Um buggy vermelho, o carro ideal para as minhas evasões.Um sonho.
Beijinho

Carol disse...

O meu pai teve um, mas era amarelo...

[_David_] disse...

È sempre bom ter aventuras que no final acabam bem! :)

Multiolhares disse...

São esses percalços que dá vivacidade
E faz um dia bem passado
beijinhos

LuzdeLua disse...

Fazer o quê não é amigo.
Bom poder estar aqui de novo.
Deixo-te um abraço amigo na alegria do regresso.
Bjs

Manuela Viola disse...

Como um mau mmomento se transforma! Temos que ter essa capacidade!
Um beijo

Filoxera disse...

Deram a volta por cima, como se costuma dizer.
Parabéns pela aguarela.

Sophiamar disse...

Bom fim de semana, João! Que o buggy não avarie desta vez. Vai à praia e olha bem o mar, essa paixão inebriante.

Beijinhos

Chinha disse...

Bons passeios e bom domingo

bjinho

gotadevidro disse...

Uma passagem para desejar boa semana

beijo

Vou de buggy

Xana disse...

Vim aqui parar hoje devido a um não link e deparo-me com um sonho igual ao meu :) (Que felizmente ainda só parou - ou melhor não arrancou - por falta de bateria - luzes acessas é no que dá!! - e não fui eu, foi o meu filhote ;)