quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Rabinos!

O ti Joaquim e os seus dois irmãos quando eram novos, eram muito rabinos, e
aproveitavam todo o tempo livre para se divertirem de qualquer maneira.
Certo dia, de manhã, ao receberem a visita de uma das suas primas, não perderam tempo e vá de lhe pregar uma partida.
Disseram-lhe que a mãe estava doente, e que por isso não podia tirar o leite às cabras, e pediram-lhe que o fizesse.
Ora, junto com as três cabrinhas estava também um chibo.
Inocente, inexperiente, coitadinha dela, começou por uma e tudo corria com normalidade, mas quando chegou ao quarto animal, este começou a espernear e a berrar com toda a goela.
Ela porém já muito chateada disse:
- Nem mé nem meio mé! Tens que dar leite como as demais!
Os rabinos, espreitando pela fresta do portão, riam-se que nem uns perdidos

6 comentários:

daniel disse...

Jo Ra Tone

Aborrecido, se estrago o efeito surpreza. És segunda pessoa a trazer essa ao meu conhecimento. É que era muito contada pelo meu pai, que lhe achava montes de piada.
Desde que faleceu, bastante novo, nunca mais a ouvi.
Nunca esqueci. Gostei de recordar.
Um beijinho de agradecimento.
Daniel

Sophiamar disse...

A criançada gosta de pregar estas partidas.

Beijinhos

Tiago R Cardoso disse...

bem apanhado, excelente.

Sophiamar disse...

Vim deixar-te um beijinho. Estes rabinos mereciam um belo par de açoites. Marotos!

Tem um soninho descansado.

Multiolhares disse...

Mesmo rabinos…
Os miúdos são assim que fazer,
depois a inocência das pessoas leva a estas coisas
beijinhos

elvira carvalho disse...

As crianças são mesmo assim. Traquinas. Ou eram as crianças de antigamente, que as de hoije em dia vivem de olho pregado no pc, ou na playstion e nem sabem brincar.
O seu tio Joaquim devia ser vizinho da minha avó, que me contou a mesma história com uma pequena variante.
"Nem mé, nem meio mé, tens que dar leite pró café"
Gostei do seu espaço.
Um abraço.