quarta-feira, 7 de abril de 2010

A visita






- Então não vai visitar a sua irmã que também está sozinha?
- Ela é que havia de vir visitar-me que é mais nova do que eu…e tem melhor perna.
Aparelhei a mula à carroça e num Domingo à tarde lá fomos visitar a irmã da Ti Maria.
- Até me admira vires aqui! Vieste porque te trouxeram, senão ainda não era hoje.
- Então estás boa?
- Eu estou e tu?
- Sabe Deus!
Após uns minutos de apresentação, a conversa muda de rumo:
- Hoje só comem lambarices, iogurtes, não são como dantes, vender figos como eu andei com uma cesta à cabeça a correr de porta em porta. E quem é que hoje anda de manhã à noite acarvados na água a mondar arroz para ganhar meia dúzia de tostões!... Chegava-se ao meio dia, íamos comer umas batatitas já azedas. Hoje, os novos é só competadores e não fazem mais nada que é só falar com aquilo nas orelhas… passam a vida nisto.
- Olha lá tu não sabes o que dizes! Tu desde sempre foste muito mimosa! - Respondeu-lhe a irmã. - Nunca soubeste o que era fazer uma pabeia de mato, nunca andaste à frente das vacas ou agarrada à charrua como eu andei! Está calada! mandaram-te aprender costura pó Pedrógão, andavas sempre à sombra. Foste muito mimosa!
- Não sei o que tu dizes! Daqui a pouco já nem oiço nem vejo!
(risos)
- Só ouves o que te convém! Se fosses mas é à fava mais a conversa!!!
Alguns minutos depois, acenava-me para irmos embora para casa… para não ouvir da irmã o que não lhe interessava.
Chegámos, já o sol se tinha escondido no outro lado da serra.

9 comentários:

Cata- Vento disse...

Recordações dos tempos da juventude penosa, bem diferente da que hoje se vive, mas nem por isso menos alegre.Tempos que não voltam.

Beijinhos

Bem-hajas!

Filoxera disse...

:-)
Fizeste-me sorrir, ao ler este post.
Um beijo.

Fa menor disse...

:)
:)
:)
;)
gostei de ler! eheh!

BjoO

Multiolhares disse...

Lembranças de vida difícil, mas é assim ninguém quer que o outro tenha passado mais,já não há paciência para se escutar o outro.
beijinhos

gota de vidro disse...

Afinal há momentos que ficam gravados

Gostei.....

Sorri...

Descontraí...

jito da gota

São disse...

rrss rrss pois é, por vezes não se ouve senão o que convém...

Boa semana.

luar perdido disse...

Passada a Páscoa, e mais um bom bocado de tempo (que por estas bandas não abunda, eheheh)aqui venho encontrar a Ti Maria em mais umas deambulações penosas na visita à irmã que por acaso até lembra memórias de uma vida perdida...Há mesmo alturas em que não ouvir dá muito jeito.

Fizeste-me sorrir e pensar em tempos bem duros e realidades de um país que só as "Ti Marias" ( e mais uns poucos) têm memoria e noção.

Beijinho

Multiolhares disse...

vim ver se havia novidades
beijinhos

Carla disse...

regressei, sorri com o teu post...e lamento a ausência
beijo e rápido regresso