sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Enguias ( 2)

Certo dia o ti Joaquim e o irmão foram convidados para uma caldeirada de enguias na adega do Zé do burro.
Reunidos, os seca-adegas, numa grande farra entre copos e galhofas, aparece-lhes a dona da casa. Que se sentassem à mesa, que já estava posta.
Trouxe uma grande panela de sopa de grão e começou a servi-los.
Olharam uns para os outros. Ficaram admirados, pois não contavam com aquilo. Houve mesmo alguém que comentou entre dentes ”Então, vim eu aqui para comer grão a esta hora?”

Começaram a comer e, o irmão, comendo só um pouco dizia baixinho para o Joaquim, dando-lhe uma cotovelada “Não sejas parvo, espera pelas enguias… não comas, se não ficas sem barriga para elas!”
O ti Joaquim, estando com fome e porque a sopa também tinha um pouco de carne e chouriço, ele que desde sempre fora mais amigo de carne do que de peixe, até dizia muitas vezes que o “peixe não puxa carroça”, comia e chegou a repetir, “Ai não que não como... não comas tu, não!”
A dona da casa insistia. “Comam mais, façam de conta que estão em vossas casas! Ou não gostam do comer?!”
“A sopa está boa” diziam uns. “Para mim já chega” diziam outros!
Por fim, a ti Ana retirou a panela.
O dono da casa, o Zé do burro, levantou-se e disse:
- Vocês desculpem, mas hoje não há enguias!

Grande silêncio se fez naquele momento!

“Esta manhã quando fui para levantar as redes, fui dar com elas todas rotas, não sei se foram as doninhas ou se foi algum malandro que fez aquele trabalho. Mas bebam mais um copo…”
Beberam mais um copo e saíram, porque a ti Ana tinha dito ao marido “Vamos para a cama que esta gente quer-se ir embora!”

O ti Joaquim foi para casa de barriga cheia, e o irmão… “Ah malandro, desta vez chegaste para mim!”

7 comentários:

São disse...

Gostei!
Saudações.

Tiago R. Cardoso disse...

mas uma historia cinco estrelas do Ti Joaquim, espectáculo.

Maria Luar disse...

O ti Joaquim é um espertalhão. E lá foi com a barriguinha amanhada.
Teria sido ele a furar as redes?

Abracinho, Jo.

*
xi
*

Aran disse...

:)
Obrigada pela atenção prestada no meu cantinho!
Enguias já tive o prazer de comer...
Gostei da história, mas independentemente do que se come o mais importante é o convivio... esse sim é de se dar valor!
Bjinhos e inté

PS: Pelo vistos acabei sempre por responder ao teu desafio... lol... nem me apercebi que era o mesmo... Joka

Sophiamar disse...

A continuação do post das enguias onde das ditas não se comeu. Fugiram ou levaram-nas?
Acabámos por não saber mas um ensopado de enguias não calhava nada mal. Deixo-te beijinhos. Hoje, lá no meu mar, é dia de saudade.

Beijinhossssssss e um cravo. Rubro!

Sophiamar disse...

É dia de prémios no meu blogue. Passa por lá.
Beijinhosssss

Bom Domingo!

LuzdeLua disse...

Eita Ti Joaquim.
Enguias, aonde foram parar???
Passo para deixar um abraço meu querido amigo. Ando em falta contigo, mas o tempo está tão curto que chego a pensar em nao escrever mais. Mas, vou resistindo.
Uma boa semana pra ti.
Bjs