quarta-feira, 19 de março de 2008

Incapacidades temporárias

Depois de se reformar, o ti Joaquim costumava ir até à fábrica do filho mais velho, a quem passara o ofício de marceneiro, para ainda fazer uns pequenos biscates e observar o modo de trabalho dos empregados. Tinha uma boa relação com eles. Estes gostavam de o arreliar e de lhe ouvir as histórias.
O Ti Joaquim dizia-lhes sempre: “Ó rapazes, vocês agora nem sabem o que é trabalhar. No meu tempo fazia-se tudo à mão, isso é que era obra de artista! Agora, vocês com essas máquinas todas!....”
Conta o ti Joaquim que, lá à fábrica, costumam recorrer pessoas a pedir trabalho.
Certa vez, na época alta, o filho do ti Joaquim aceitou o pedido de um homem, ainda novo. Expondo-lhe todas as condições de trabalho, disse-lhe que podia começar já no dia seguinte. “Começa às oito horas da manhã e termina às cinco da tarde.”
O novo empregado depois, agradecido e um tanto envergonhado, contou-lhe que tinha sido caçador e que lhe acontecera um acidente que lhe causara a perda dos testículos.
O patrão condoeu-se com o sucedido e disse-lhe então que, nesse caso, viesse só às nove que ainda vinha a tempo. Este, admirado, perguntou-lhe porquê, ao que o patrão respondeu “Pode vir só às nove, porque os meus empregados das oito às nove não fazem mais nada se não coçar os tomates”.

7 comentários:

Cátia disse...

Hoje passo apenas para desejar um optimo dia do pai... feliz dia.

Beijihos

Aran disse...

Obrigada, uma feliz Páscoa para ti também, e já agora, embora atrasado um feliz dia do pai...
Mais vale tarde do que nunca, como diz o proverbio... ;)
jinnhos

quintarantino disse...

Passei mesmo só para desejar uma Santa Páscoa!

LuzdeLua disse...

Passando pra te ler e deixar aqui bons desejos e uma Feliz Páscoa amigo.
Um abraço

luar perdido disse...

Porque me parece tão actual esta história?????
Beijo grnde

Tiago R. Cardoso disse...

Excelente, mais uma vez a colocação destas historias num livro tinham em mim um comprador.

Sophiamar disse...

Tu não me mates a rir ó Jo Ra Tone!Fazes-me lembrar um amigo daqui, rico em histórias destas.
Saio condoída! Vá lá ! Não perdeu tudo! Ahahahahah!!!!

Beijinhossssssss